CONDECORAÇÃO: Silvio Fávero homenageia militares dedicados à difusão do Ensino Militar

Militares dedicados ao ensino militar foram homenageados com a comenda Dante Martins de Oliveira, uma das mais simbólicas da ALMT.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Representantes da Polícia Militar dedicados a difusão do Ensino Militar em Mato Grosso foram homenageados na manhã desta segunda-feira (22) com a comenda Dante Martins de Oliveira, pelo deputado estadual Silvio Fávero, autor da Lei 11.273/20, que tem possibilitado a criação e transformação das unidades de ensino em Mato Grosso.

A condecoração, que é considerada uma das simbólicas do Estado, homenageia pessoas que tenham se destacado por ações na área de direitos humanos, democracia e cidadania mato-grossense.

Para Silvio Fávero, a homenagem levou em consideração o histórico de vida, valores e potencial de cada militar na transmissão do conhecimento.

“É uma justa homenagem aos militares que tem contribuído com a formação dos nossos jovens e da sociedade como um todo”, destacou Silvio Fávero.

Na oportunidade, o secretário Alan Porto destacou a importância da Lei de autoria do deputado Silvio Fávero, ressaltando como única e inovadora no país. “O deputado Silvio Fávero está à frente da implantação das Escolas Militares em Mato Grosso, com uma lei inovadora, única no Brasil com foco na criação e transformação das unidades militares”, destacou o secretário estadual de Educação.

POSSE

Os diretores das escolas militares recentemente transformadas em Mato Grosso, nos municípios de Barra do Garças, Cáceres, Tangará da Serra e Várzea Grande, tomaram posse nesta segunda-feira (22), para atuação no 2021/2022. Cada uma dessas escolas terá a direção de um militar da PM, mas a coordenação pedagógica continua de responsabilidade da Seduc-MT. Além de professores da rede estadual de ensino, as unidades terão uma assessoria militar que ficará responsável pelas atividades cívicas e auxílio na parte pedagógica.

As quatro novas escolas militares criadas são:
• E.E. da Polícia Militar Tiradentes SD PM Vanilson da Silva Carvalho, em Barra do Garças (antiga E.E. São João Batista). Diretor: tenente-coronel PM RR Naildo Guedes Lima;
• E.E. Natalino Ferreira Mendes e Escola da PM Tiradentes CB PM RR David Maciel de Campos, em Cáceres. Diretor: 2º tenente Paulo Pinto do Nascimento Jatobá;
• E.E. da Polícia Militar Tiradentes 1º Tenente PM Salomão Fernandes Ferreira Piovesan, em Tangará da Serra (antiga E.E. Emanuel Pinheiro). Diretor: capitão Márcio Pereira da Silva;
• E.E. da Polícia Militar Tiradentes Tenente Coronel PM Louirson Rodrigues Benevides, em Várzea Grande (antiga E. E. Nadir de Oliveira). Diretor: tenente-coronel PM RR Edivaldo Souza de Oliveira.

Parceria na educação

Mato Grosso tem, atualmente, 12 escolas militares, em 12 cidades. Além das quatro aprovadas entre 2020 e 2021, outras sete foram criadas entre os anos de 2017 e 2019. Antes, existia somente a tradicional E.E. da Polícia Militar Tiradentes, criada em 1986, em Cuiabá.

As escolas militares se destacam nas notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e prezam conceitos como respeito e disciplina.
Além das escolas militares, Mato Grosso tem ainda uma unidade cívico-policial, a E.E. Presidente Médici, em Cuiabá, que neste ano passa a ter gestão compartilhada entre a Seduc-MT e a Polícia Rodoviária Federal (PRF-MT).

Com informações da Seduc-MT.

Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa

Deixe o seu comentário