PREVENÇÃO: Lei proíbe passeio com cães sem coleira, guia curta e focinheira em locais públicos

A norma é válida para cães de médio, grande e gigante porte em todo Mato Grosso.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print
(Foto: Rodrigo Oliveto)

Preocupado com a segurança das pessoas, principalmente de crianças, idosos e animais de pequeno porte, o deputado estadual Silvio Fávero (PSL) conseguiu a sanção da Lei Nº 11.072 de 07 de janeiro de 2020, que veda a circulação e permanência de cães de médio, grande e gigante porte sem coleira, guia curta e focinheira em locais públicos e com grande circulação de pessoas.


“Eu fui atacado por um cão em março do ano passado. O ataque aconteceu comigo, por um cão aparentemente dócil e acostumado com a convivência entre pessoas e outro animais. Infelizmente me atacou, mas poderia ter sido uma criança ou um idoso. E ai?”, argumentou e indagou o parlamentar.
De acordo com a norma, são considerados cães de médio a gigante porte àqueles a partir de 36 centímetros e 15 quilos. Os atos danosos dos animais serão de inteira responsabilidade dos seus respectivos condutores. A Lei observa ainda, que em caso de animais de porte pequeno, o cão agressor será submetido a uma avaliação comportamental por um profissional especializado, que irá definir o nível de periculosidade do animal.


Estão imunes à Lei, os cães de médio, grande ou gigante porte que participarem de eventos cinófilos oficiais. Cães que prestam serviços de resgate e de guarda da Policia Militar também estão liberados. O Governo do Estado realizará campanhas educativas sobre o assunto. O proprietário que infringir a norma poderá ser multado.

Joelma Pontes / Assessoria

equipefavero

equipefavero

Deixe o seu comentário