CONSTRUÇÃO SOCIAL: Projeto de Silvio Fávero garante apoio profissional gratuito em construções e reformas populares

PL nº 182/20, de autoria do deputado estadual Sílvio Fávero, que institui assistência técnica pública e gratuita na elaboração de projetos habitacionais para famílias de baixa renda, aguarda sanção do governo.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print
Foto: Assessoria

Como forma de assegurar às famílias de baixa renda o direito à assistência técnica pública e gratuita para elaboração de projetos, construção, reforma, ampliação e regularização fundiária de habitação de interesse social, foi elaborado o Projeto de Lei nº 182/20, de autoria do deputado estadual Silvio Fávero, aprovado em segunda votação nesta quarta-feira (17).

De acordo com o PL, que segue para sanção do governo, os serviços de assistência técnica deverão ser prestados por profissionais das áreas de Arquitetura e Urbanismo, assim como Engenharia, Assistência Social e Direito, de forma integrada, às famílias comprovadamente em situação de vulnerabilidade social. Também poderão ser contempladas pela proposta cooperativas, associações de moradores e grupos organizados com representatividade de cunho social.

A proposta aprovada busca, por meio de Lei, otimizar e qualificar o uso e o aproveitamento dos espaços a serem construídos ou reformados, com o envolvimento direto dos servidores públicos, de integrantes de equipes de organizações não governamentais, estudantes em fase de formação acadêmica, entre outros profissionais habilitados.

“Visa ainda evitar a ocupação de áreas de risco e de interesse ambiental e formalizar o processo de edificação, reforma, ampliação e regularização da habitação junto ao Poder Público, primando sempre pelo atendimento social, com moradias mais adequadas e dignas aos mais carentes”, argumenta Silvio Fávero, em defesa da sanção do Projeto.

E para viabilizar financeiramente a proposta, o parlamentar aponta a disponibilidade de utilização de recursos do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social e recursos da União, garantidos na Lei Federal nº11.888, de 24 de dezembro de 2008, que assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública e gratuita.

“O que nós estamos buscando é garantir, de forma concreta, o direito à assistência técnica gratuita e a destinação de investimentos para o fomento desta política pública de consolidação do direito constitucional à moradia”, concluiu.

Assessoria

Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa

Deixe o seu comentário